31 março 2006

EL GUANCHE



Resistir é Vencer


Um herói
à mesura
da sua estatura
vai sempre à procura
Ond' inda ninguém foi

"José Mário Branco"

29 março 2006

SENTIDO



Escuto o sentido da solidão

vejo que viaja sem norte

numa qualquer direcção

escuto o vento norte

correndo em busca da sorte

do vazio em busca da morte

sinto o sentido da solidão

sentado aguardo o vento norte

correndo em busca da sorte

“Matosantos”


27 março 2006

STANISLAW LEM




1921 - 2006

Com 84 anos faleceu hoje dia Mundial do Teatro vitima de problemas cardiacos, um dos maiores escritores de ficção cientifica

Estão traduzidas para português, algumas das suas obras, tais como: "Memórias Encontradas numa Banheira", "Congresso Futurológico", "Solaris", "Viagens de Ijon Tichy", "A Máscara", "Biblioteca do século XXI", "A Voz do Dono", "Fiasco", "Éden", "Regresso das Estrelas" e "A Nave Invencível".

Várias das suas obras foram transpostas para o cinema, designadamente o romance "Solaris", adaptado em 1972 pelo realizador russo Andrei Tarkovsky e em 2003 pelo norte-americano Steven Soderbergh.

www.lem.pl/

FELIZMENTE HÁ LUAR




Interrogo-me muitas vezes sobre a nossa fraca memória colectiva. Hoje dia Mundial do Teatro acordei a pensar que poderia finalmente haver luar, mas infelizmente não está na moda a escrita dura de Luís de Sttau Monteiro. Dramaturgo alfacinha nascido a 03/04/1926 e falecido em 23/07/1993.

De acordo com Brecht, Sttau Monteiro proporciona uma análise critica da sociedade, monstrado a realidade, de modo a levar os espectadores a reagir de uma forma critica e a assumir uma posição interventiva. As suas personagens são psicologicamente densas, os comentários irónicos e mordazes denunciando a hipocrisia da sociedade.

Perante trabalho tão intenso na dramaturgia de Sttau Monteiro, será que não se consegue abrir o bau e recolocar a suas obras novamente nos palcos nacionais?

26 março 2006

CORPOS QUENTES



Transpirado de sono profundo, escrevo direito por corpos tortos de serena beleza, acentuando os contornos da alma nessa excelsia explosão de prazer, que é amor.

24 março 2006

PACIÊNCIA

Mesmo quando tudo pede um pouco mais de calma
até quando o corpo pede um pouco mais de alma
a vida não pára
enquanto o tempo acelera e pede pressa
eu me recuso faço hora, vou na valsa
a vida é tão rara
enquanto todo o mundo espera a cura do mal
e a loucura finge que tudo isto é normal
eu fingo ter paciência
o mundo vai girando cada vez mais veloz
a gente espera do mundo e o mundo espera de nós
um pouco mais de paciência
será que é tempo que lhe falta pra perceber
será que temos esse tempo pra perder
e quem quer saber, a vida é tão rara... tão rara
mesmo quando tudo pede um pouco mais de calma
até quando o corpo pede um pouco mais de alma
eu sei, a vida não pára
a vida não pára não
será que é tempo que lhe falta pra perceber
será que temos esse tempo pra perder
e quem quer saber, a vida é tão rara... tão rara
mesmo quando tudo pede um pouco mais de calma
até quando o corpo pede um pouco mais de alma
eu sei, a vida não pára
a vida não pára não
a vida não pára

Lenine

TUBERCULOSE




24 de Março - Dia Mundial da Tuberculose

23 março 2006

NOS OLHOS DE ISA

Nos olhos de Isa a chuva grita e a noite
Acende fogueiras.
Os meus olhos param. Nos olhos de Isa.
Oh, nos olhos de Isa espreguiça-se a madrugada
E o vento acorda para ajudar os pássaros a voar
E as árvores a acenar-lhes uma bandeira de folhas, uma tristeza verde.
Nos olhos de Isa.
Nos olhos de Isa a manhã explode num inferno de estrelas,
Num clarão de silêncio, em estilhaços de rosas, pétalas de sombra.
Nos olhos de Isa os poetas vagueiam num bosque de mel
Onde as abelhas constroem a tarde

Desesperadamente.
Nos olhos de Isa ninguém repara na minha solidão.

Joaquim Pessoa

CHUVA




22 março 2006

20 março 2006

18 março 2006

YIN YANG



Preto e Branco

Além da elegancia, estão associados ao Yin e Yang, antiga representação chinesa do dualismo. O Yin é o feminino; o Norte, o frio, a doçura, a terra, a passividade, a humidade, a escuridão, o preto. O Yang é o masculino; o Sul, o calor, a dureza, o céu, a atividade, a secura, a luz, o branco. A forma como estão representados mostra claramente numa cultura tão antiga e sábia, a necessidade de integração das duas forças, Yin atrai Yang que atrai Yin e assim infinitamente. Não há conflito ou disputa entre preto e branco, feminino e masculino, mas sim a complemento de um pelo outro. Esse antigo símbolo mostra que: um só faz sentido ao lado do outro, um só existe porque o outro também existe.

CRISTO


“Que a poesia me perdoe, estamos todos mais precisados de boas pessoas do que de bons poetas”

Manuel António Pina